• blog mineiro

Fernando Mineiro rebate ministro Fábio Faria: “Fátima Bezerra não tem medo, nem tem rabo preso”

O secretário estadual de Gestão de Projetos e Relações Institucionais, Fernando Mineiro, rebateu as acusações feitas pelo ministro Fábio Faria (PSD) à governadora Fátima Bezerra (PT), de que ela teria ‘rabo preso’ por não deixar o Consórcio Nordeste. Mineiro atribuiu a fala do ministro ao seu desespero pela falta de alternativa de palanque para 2022. O secretário ainda classificou como “chulas” as palavras do ministro das Comunicações. O secretário deu uma “alfinetada”, dizendo que Fábio Faria precisa ler mais.



“Olha, na verdade a governadora nem tem medo, nem tem rabo preso. Aliás, os bolsonaristas estão usando algumas expressões muito chulas quando se trata de atacar as mulheres. São declaradamente, assumidamente misóginos. E não é o primeiro bolsonarista que ataca uma mulher que faz política aqui no nosso estado. Tem sido uma regra constante. Se a governadora Fátima Bezerra tivesse medo ou rabo preso, não estaria onde está”, pontou Mineiro.


Com relação às irregularidades apontadas por Faria na compra dos respiradores, por meio do Consórcio Nordeste, Mineiro orientou que o ministro leia mais. Segundo o secretário, o assunto dos respiradores já foi analisado pelos Tribunais de Contas do Estado (TCE-RN), e de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). Mineiro enviou à nossa reportagem documentos contendo as decisões dos TCE-RN e TJRN com relação à denúncia citada pelo ministro.


“Entrando no mérito do assunto, que é o Consorcio Nordeste, o TCE e o TJRN, que analisaram a questão dos respiradores, já deram uma posição sobre isto e já disseram tudo. Eu recomendo ao ministro Fábio que leia os documentos e pareceres. Esses documentos dizem que o Governo do Estado não tem nenhuma culpa em relação ao calote que foi dado pela empresa. Aliás, quem denunciou a empresa, quem denunciou o calote e quem pediu a apuração foi o próprio Consórcio Nordeste”, alfinetou Mineiro.


E acrescentou: “O Consórcio Nordeste fez uma compra porque o Governo que ele (Fábio Faria) defende não enviava respiradores e as pessoas estavam morrendo. O Rio Grande do Norte e os demais estados que levaram o calote, estão fazendo o possível pra reaver os recursos. O próprio Consórcio denunciou o calote e acionou os órgãos de controle para a devolução dos recursos”.


Fernando Mineiro ainda fez questão de enfatizar a trajetória da governadora Fátima Bezerra, e cutucou o desespero do ministro. “A governadora tem uma trajetória limpa, conhecida e reconhecida pela sociedade brasileira e pelo Rio Grande do Norte. Vem de onde vem e chegou aonde chegou não foi à toa, quem tem medo não tem esta trajetória. Diferente de quem nasceu em berço de ouro e que recebeu alguns baús de votos transferidos por uma política que está ultrapassada. Então quero responder, ministro Fábio: que tenha mais respeito à governadora do Estado, a mulher, a militante; ele sabe mais do que ninguém da conduta ilibada da governadora Fátima. O problema é o desespero da falta de palanque em 2022, por isso a verborragia que os bolsonaristas têm jogado aí contra a governadora do Rio Grande do Norte e todos nós que fazemos uma política ao lado da vida”, enfatizou.


Fernando Mineiro ainda declarou: “O ódio do ministro vem do fato de que hoje a população compara o governo de Fátima e o governo do pai dele. E vê a diferença. Tiramos o estado da UTI e vamos consolidar e avançar ainda mais”.


A entrevista foi publicada originalmente no portal Agora RN.

543 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Instagram